3 Dicas importantes para brincar com seu gato

April 25, 2019

 

A maioria dos gatos gosta de interagir com seu tutor e brincar é uma ótima maneira de desenvolver o vínculo entre você e seu animal de estimação. As brincadeiras são essenciais para o desenvolvimento, para a maturidade dos gatos jovens e para a maioria dos gatos adultos, é uma parte prazerosa da vida doméstica. À medida que o gato envelhece, sua mobilidade e energia podem diminuir, mas brincadeiras mais delicadas ainda podem ser desfrutadas pelo gatinho e pelo seu tutor.

 

Alguns gatos precisam de mais estímulo e brincadeiras, principalmente quando são jovens, para evitar que fiquem entediados. O tutor precisa estar ciente de sua responsabilidade de garantir que as necessidades mentais do gato, bem como as físicas, sejam atendidas. O gato selvagem tem acesso ao ar livre e encontra muito interesse - paredes e árvores para escalar, presa para caçar, folhas para perseguir e possivelmente outra companhia felina.

 

Os gatos têm motivações diferentes para brincar, mas todos os gatos, se tiverem a oportunidade certa, brincarão e se beneficiarão da brincadeira, independentemente da idade. Entender os gostos e desgostos específicos de próprio indivíduo permitirá que você forneça as melhores oportunidades possíveis para a brincadeira. A receptividade do seu gato para brincar dependerá de suas rotinas e ritmos naturais de atividade. Algumas dicas importantes ajudarão você a melhorar essas interações positivas com seu gatinho:

 

1. Tipos de brincadeiras

Os brinquedos podem apelar para todos os sentidos felinos - visão, audição, aroma, tato e paladar. O movimento é um grande estímulo e a maioria dos brinquedos são projetados para serem usados ​​ativamente de uma forma ou de outra. Ruídos suaves podem atrair, mas alguns gatos ficarão alarmados com ruídos mais estridentes. A erva de gato esfregada em um brinquedo de plástico ou colocada dentro de um brinquedo de pelúcia é de particular importância para os gatos cegos e vai ser de grande interessante para a maioria. Alguns brinquedos apresentam diferentes tecidos que incentivam os gatos a arranhar suas garras ou se esfregar. Cada gato terá preferências específicas em relação a brinquedos e estes serão baseados na textura, forma, tamanho, aroma, barulho, movimento, interação com o tutor, hora do dia, localização e/ ou presença de outros gatos.

 

Estabelecer o que estimula seu gato é baseado em tentativa e erro, embora alguns brinquedos comercialmente disponíveis causem grande interesse nos gatos, como aqueles que contêm erva de gato seca de alta qualidade (usando somente as flores e folhas secas da planta), varinhas com penas e outros. Mesmo brinquedos simples, como uma bolinha de pingue-pongue, podem proporcionar horas de diversão e exercícios. A bolinha é leve o suficiente para não causar qualquer dano ao redor da casa e o tamanho certo para uma pequena patinha bater. Por exemplo, se você tiver escadas em sua casa, jogue a bola para incentivar seu gato a persegui-la ou solte-a suavemente de cima para que seu gato a veja saltar de um passo para o outro.

 

2. Neofilia

Pode ser possível identificar, particularmente se o seu gato tiver uma alta motivação para jogar, um brinquedo particularmente poderoso que promova uma resposta instantânea sempre. Este brinquedo deve ser usado aleatoriamente para manter seu poder. Os gatos são naturalmente neofílicos (animados pela novidade), de modo que os brinquedos deixados de lado logo perderão seu apelo. Todos os brinquedos devem, portanto, ser trocados aleatoriamente e guardados em uma bolsa lacrada quando não estiverem em uso.

 

Os jogos devem terminar positivamente antes que o seu gato fique entediado. Um sinal forte, particularmente para o jogador entusiasta, de que o jogo parou é essencial. Se o seu gato parecer excitado demais ou superestimulado por um brinquedo em particular, pare com essa atividade e redirecione sua atenção para outra coisa. Qualquer brinquedo que seja interativo e exija seu envolvimento não deve ser deixado de fora. O jogo deve imitar o comportamento predatório natural, de modo que curtos períodos de atividade em intervalos frequentes seriam mais benéficos.

 

3. Brincadeira de acordo com a idade

 

a) Brincando com filhotes

Se você tem um gatinho, é importante ensinar boas maneiras básicas - os gatos devem ser desencorajados de arranhar ou morder seres humanos. Isso pode ser bom quando pequeno, mas como suas garras se tornam maiores e o gato mais forte pode causar danos e certamente dor. As crianças podem se assustar com gatos que fazem isso quando não aprenderam a ser gentis ou a se segurar em brincadeiras. Pequenas penas ou brinquedos pendurados na ponta de uma vara e fio ou cordão mantêm suas mãos a uma distância segura das garras.

 

b) Brincando com gatinhos idosos

Não se esqueça dos gatinhos idosos também. Mesmo os gatos idosos irão gostar do estímulo e do exercício suave de um jogo adaptado para se adequar ao seu nível de mobilidade. Mesmo se o seu gato se deitar para brincar, ainda será benéfico, tanto fisicamente como mentalmente.

 

c) Casas com múltiplos gatinhos

O tempo de brincadeira é mais complicado em casas com múltiplos gatos, pois pode haver um gato que pode estar mais motivado para brincar do que outros ou qualquer tensão presente dentro do grupo. Se um gato está sofrendo de estresse devido ao conflito social, então a brincadeira, considerada uma atividade de lazer, será evitada devido à necessidade de maior atenção. É, portanto, essencial monitorar cada indivíduo em um grupo e considerar dividir alguns momentos do dia para brincar individualmente isoladamente.

 

E se você quiser mais dicas e orientações para criar um ambiente saudável com brincadeiras ideias para os seus gatinhos, CLIQUE AQUI conheça a nossa Consultoria Comportamental Felina!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Feromônios: A comunicação química dos gatos

August 3, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo